FASHION, TREND

9 TENDÊNCIAS DAS “IT GIRLS” PARA ARRASARMOS NA PRIMAVERA

15 Fevereiro, 2018

 

Estamos em plena New York Fashion Week e não sendo este um blogue especificamente sobre moda, nem sobre nada em especial para dizer a verdade, não vos vou maçar o espírito com grandes informações sobre as tendências dos principais estilistas, ou com grandes dissertações sobre os grandes designers que botam pé neste enorme certame fashionista.

 

Não!

 

A bem dizer, e não sou eu que o digo são, inclusive, as grandes publicações de moda, as principais inspirações para as grandes lojas de fast fashion e para o nosso guarda-roupa já não são os renomados estilistas mas sim a moda de street style que é como quem diz – o que se usa na rua e no Instagram por pessoas completamente normais é o que está a bater!

 

Nem mais!

 

O street style saiu da rua e desfilou nas principais passarelas do mundo, influenciou as grandes it girls, e fez milhões de chapas que passaram a figurar diariamente no nosso feed das redes sociais. Como nos identificamos mais é mais fácil seguirmos os mesmos cânones estilísticos. Se não temos dinheiro para comprar uma mala Dior, se calhar conseguimos poupar para comprar uma mala da Zara muitoooooo semelhante (sacaninhas!). É este o espírito.

 

Ou seja…#DEMOCRATIZOU

 

Daquilo que tenho visto a saltar no meu Instagram, o que vai bater já nesta Primavera, ou até antes, é:

 

 

1.COLLANTS COLORIDAS

 

Não é só no street style, nem nas principais Fashion Weeks que vimos esta nova tendência. De certeza que se passaram por um shopping ou pela baixa num destes dias já repararam que muitos dos manequins estão com collants coloridas.

Aqui impera o gosto de cada pessoa – como sempre!

Eu acho que fica muito giro em algumas situações. Já vi looks em que o contraste da roupa com a cor do collant fica muito estiloso, mas sei que esta moda não é para todas. Temos mesmo que incorporar o espírito para fazer um “make it work“, mas não desisti desta tendência. Quem se sentir bem, ARRISQUE, está super a bombar!

 

2.CASACOS AOS PARES

 

Está um frio que não se pode e sabemos que muitas vezes para conseguirmos superar estes ambientes polares temos que operar na base da “cebola” – camas por cima de camadas e mais camadas!

Aqui o esquema é o mesmo. Sobreposição é o caminho para ficarmos mais quentinhas e, aparentemente, mais na moda.

O twist nesta tendência acontece quando, por exemplo, sobrepomos dois casacos com padrões diferentes ou bastante semelhantes (como o exemplo em cima). Eu gostei!

 

3.O LILÁS

 

O Lilás foi a cor escolhida para ser a rainha da Pantone de 2018. Pumbas!

Se dúvidas existissem sobre que cor apostar neste novo ano quer em roupa, quer em acessórios, quer em design de interiores, é esta! Tem uma vibe muito relaxante, mais fria.

Porém, contudo, todavia, portanto não sei se esta cor bate com os meus santinhos fashionistas. Não sei explicar… nunca fui muito fã desta cor meio…deslavada?!?!

Mas o que é certo é que gosto imenso da justaposição de cores que a foto em cima revela. Será um preconceito com esta cor? Não sei! Vou dar um chance ao lilás, vamos ver como corre este date. E vocês? Gostam? Têm alguma coisa nesta cor?

 

4.MONOCROMÁTICO

 

Esta é uma tendência que migra de um ano para o outro.

Acho, se não estou em erro, que já andamos a falar no monocromático desde 1827 e que já é uma tendência na rua e nos desfiles de moda desde 1749.

O que quero dizer com isto é: em equipa que ganha nãos e mexe!

Percebemos que funciona. É uma alternativa fácil para quem quer arrasar num look e não tem muita paciência para estar a pensar no que vestir – bota tudo da mesma cor por cima do pelo e sai divando. Nunca erra!

E nós não queremos errar nunca!

 

5.MALAS DE PLÁSTICO

 

Ui, ui, ui, uiiiiiiiiii

Super polémica esta tendência.

Quem nunca usou uma mala totalmente transparente ou semi?

Foi uma moda muito grande algures nos anos 90, não é que eu fosse nascida nessa altura, ok? (cof cof). Ela regressou no novo milénio. Voltou a desaparecer. E agora diz que ressuscitou.

Sinto que a mala de plástico está para a moda como o José Cid está para a música portuguesa. Quando menos esperamos ele/ela aparece e quase sempre a descoberto! Do you feel me?! 🙂

E aqui a relação amor/ódio é proporcional. Há quem adore José Cid e há quem deteste. Há quem ame malas de plástico e há quem não possa com elas.

Prós: Pode chover carangueijos que nunca vamos molhar o nosso porta moedas ou a cartão Lisboa-Viva

Contras: Toda a gente vai saber o que levamos na mala. Aténção a este grande pormenor.

Balé?!

 

6.VINIL

 

Esta sexy-tendência já bateu bem fuerte por alturas do inverno, conjugada com grandes casacões e camisolas de malha.

Boas noticias para quem adquiriu umas pantalones mais atrevidotas – elas vieram para ficar.

Ahora! Muita parcimónia nesta hora. Atenção ao que colocam por cima ou pu’baixo do vinil porque o potencial para sermos figurantes no próximo filme do 50-Sombras-Mais-Nasty é muitooooo grande.

Queremos ser arrojadas, mas não queremos ser bondage-safadonas (pelo menos em plena luz do dia…just saying)!

 

7.TÉNIS À PAI!

 

Não, não e não!

Lamento, mas não me vão ver na rua com estes ténis-à-lá-pai-desportista.

A bem dizer nunca digas nunca porque normalmente quando fazemos estes grandes statements a probabilidade de cuspirmos estilisticamente para o ar vai-nos sempre cair em cima.

Been there, done that!

Porém, se há coisa que não gosto e que não fica particularmente bem no meu pé de orgulhoso tamanho 39 biqueira-larga são sapatos muito sapatões.

Terrível!!! Sofro com este síndrome de pé-gigantone-em-perna-fininha desde os meus 14 anos e simplesmente não consigo.

Mas acredito que deva ser a coisa mais confortável deste mundo. É como se estivéssemos a subir as escadas do metro do Rato como se de uma prova de 500 metros obstáculos se tratasse. Impecável… contudo um big no no per moi.

Sorry!

 

8.MALAS À CINTURA

 

Adoro! Adoro! Adoro!

A odiada, porém, amada fany pack está de volta!

Alvíssaras!!!!!!

Especialmente as modelo Dior que são lindaaaaas, porém estupidamente caras, porém apetece-me vende um órgão para botar as minhas unhas em cima, porém não vai acontecer, porém quero, porém não posso, porém gostava, porém pode haver divórcio, porém… ok, vocês perceberam…

Acho-as super confortáveis, práticas, maravilhosas para quando vamos viajar, quando vamos sair à noite, ou quando vamos a um concerto e queremos levar pouca coisa sem nos preocuparmos com a alça da mala.

Vou usar de certeza! Tenho dito!

Serei a única?

 

9.CASACOS OUSADOS

 

E para finalizar , lá piéce de lá resistence (eu sei que não é assim que se escreve, mas leiam como se diz, valeu?).

Quando tudo pode correr mal, quando tudo pode ser blasé, quando tudo pode ser neutro… dêem o pico com o casacão.

É a peça por excelência nesta passagem do Inverno para a Primavera. Faz logo o look, faz logo o estilo e pode rapidamente passar um modelito de “mé, mé, mé” para um “pow pow pow”. Estão a perceber!

É como aquele ditado (será?) que diz que não há mulheres mal vestidas no Inverno, há casacos fabulosos que tornam qualquer look incrível.

Não sei quem disse, mas assino pu’de’baixo em Caps!

0

Leave a comment

About