Site preloader
life&love

Como o Colombo salvou a minha vida!

21 Julho, 2014
Helloooooo Pessoas Giras!!
Não tenho partilhado muito nestes últimos dias porque tenho andado a mil. Mas quando digo a mil é mesmo for real.

Nas últimas duas semanas tenho estado em ensaios agressivos na Academia Jazzy, para no nosso espectáculo final de dança no Tivoli. E eu, que não sei fazer as coisas por menos (raio de personalidade!), decidi entrar em CINCO coreografias diferentes. Ppppfffff… coisa pouca. NOT! Já não bastava estar a organizar um casamento relâmpago de uma das minhas melhores amigas, estar a braços com trabalho insano, ter aceite mais um desafio de trabalho, ainda tinha que meter nisto… Mas não dá! Eu sou assim, Comigo ou é ou não é. Sempre foi e será sempre assim. O problema é que uma pessoa não vai para nova (ehehehe) e isto já começa a pesar. Nem sei como é que o maridão não me põe as malas à porta de casa, mas tudooooo bem.

Adiante. Como tive que fazer as cinco coreografias, tive que arranjar um modelito para cada uma delas. Então, depois de uma semana completamente louca de dois e três ensaios por dia (repito, eu tenho um trabalho normal… não sei como consegui), de sair da Jazzy à meia-noite muitas noites da semana, decidi deixar para a última (como sempre!) coisas muito importantes para fazer e comprar.

Já stressada com o tempo a passar e muitaaa coisa para comprar, peguei em mim, na hora do almoço, e fiz aquilo que faço sempre que tenho uma urgência desta categoria – COLOMBO! Comecei pela zona das refeições para ir almoçar rápido, rápido. Fui fiel ao meu sempre amigo Vitaminas e corri para a Primark, porque estava com uns saltos vertiginosos que me estavam a impedir de performar a minha maratona (Oh no you didn’t!). Fui a mancar até à parte das sabrinas, lancei-me a umas tigresse (não sei porquê. Uma mente consumidora works in mysterious ways) 38 que lá estavam por 5€. BINGO! Demorei 5 minutos na escolha outros 20 para pagar. Porquê? Porquê tanta gente na Primark SEMPRE?! (um dia prometo que vou falar sobre o fascínio ou NÃO da Primark. Tudo a seu tempo). Done!

Segui para o Celeiro para comprar umas sementinhas que me têm acompanhado ultimamente (aviso à navegação: não sou freak das comidas saudáveis nem adepta dos sumos detox. Not on my watch!). Saí para ir à Claire’s comprar uns acessórios que precisava para um dos números, tipo, tipo, urgente. Corri para a loja de animais para comprar uma nova coleira para a Conchita que a tinha partido no dia anterior. Raio da cadela (mas é tãoooo fofa!). Check!

Entre num périplo apressado de entra e sai de Berska, Stradivarius, Zara, Mango e Pull para comprar um top, mais ou menos curto, com apontamentos de renda em encarnado. NADA! Amigas e amigos, NADA! Que se passa este ano com a roupa? Será que o encarnado fiou out e esqueceram-se de me enviar um email com a notificação? É que não existia nada nesta cor e muito menos que se assemelhasse ao que eu queria. Triste, continuei pela meca do consumo, fui ao Continente fazer umas comprinhas super necessárias para esse dia e para o fim-de-semana.

Neste processo recebo uma mensagem da minha amiga B que me desafia, em modo de coação, para ir à inauguração da pool-party do Sheraton. What?!?! Como assim!? Eu estou um farrapo humano! Dam it! Não sei como me lembrei, mas fui à carteira e saquei de um vaucher que tinha recebido com uma Make-up Flash  da Sephora. Subi até à dita, assaltei uma empregada com o meu dilema, acho que ela não teve coragem para me dizer que não me atendia (ou então viu o meu estado decadente) e começou a fazer magia para me devolver a humanidade que tinha perdido nos últimos dias (uma grande beijufa a essa querida!).

Nisto, enquanto faz de mim uma nova mulher, a xuxu da maquilhadora fala-me do novo Brow Bar da Benifit e aquilo suou-me a:
1) Devo estar uma desgraça tremenda. Ela está a ver as minhas sobranceiras e não se controlou. Teve que me ajudar.
2) Tudo o que é da Benifit entra nos meus ouvidos como música da Beyonce. All the Single Brows!

Aproveitei a DICA e fiz logo ali uma marcação para a próxima semana para ir lá experimentar o novo sistema super-hiper-mega-XPTO de depilação de sobrancelhas. Contarei depois a experiência. Supeeeeerrrrr curiosa!

Nisto, olhei para o relógio, já estava pornograficamente atrasada e voei de novo para o work. Desta feita com a minha vida resolvida, os kits todos compostos e comprados. Com o problema por resolver do top encarnado (que dilema no sábado, não estão bem a ver) e uma nova cara (não tanto as sobrancelhas) para dar o ar da minha graça numa party after work. PPPffffffff… Fiquei cansada só de escrever. É sexta-feira, Yeahhh!

Moral da Historia:
Acreditem, sou a maior defensora do comércio tradicional. Cresci com o hábito e tradição de ir à baixa de Setúbal (fofocar e comprar), primeiro, e depois à de Lisboa. E quem me tira uma voltinha com bom tempo a ver montras ao ar-livre, tira-me tudo. Mas… às vezes precisamos de um Colombo nas nossas vidas e na sexta, amigo, foste a minha salvação. Um grande bem-haja aos Deuses das grandes superfícies comerciais. Venha a nós as vossas múltiplas lojas. Ámen!

0

Leave a comment

About