LIFE & LOVE

EU SOU MESMO UMA LAMECHAS…

29 Outubro, 2018

 

Sim, estou a falar sobre o novo programa da SIC “Casados à Primeira Vista”.

Já tinha dado o spoiler nos Stories do Instagram (quem não me segue lá é um ovo podre – @thecoolunista) sobre o programa.

Estava com uma grande expectativa, pois sabia que o formato, em cada país pelo qual passou, foi um autêntico sucesso de audiências.

Queria muito saber como é que a SIC ia adaptar o programa, quem iam ser os concorrentes, como se iam comportar os especialistas, como tudo ia acontecer sob a premissa “conhecer, pela primeira vez, o homem/mulher da minha vida no altar, no dia do casamento”.

 

Só pela sinopse, tem tudo para dar certo: relações amorosas + conflitos emocionais + famílias à mistura + selecção amorosa fora do controlo dos visados + um pouquinho de jogo sexual para apimentar os ecrãs televisivos = Sucesso em Prime-Time!

 

Ahhhh! Com a grande nuance de não serem os próprios a escolher o parceiro com quem trocar as alianças. Cada concorrente submete-se a uma bateria enorme de exames psicológicos, testes de personalidade e entrevistas presenciais para rastrear o par ideal que vai preencher o seu coração solteiro.

A ideia é: já que andei a minha vida toda com dedinho-podre a escolher quem não devia, deixa cá estes especialistas à luz da ciência descobrir quem afinal é melhor para mim.

 

Já disse que tem tudo para dar certo?!?

 

Pois, que vi o primeiro episódio e gostei!

Chamem-me pirosa, chamem-se o que quiserem, mas há qualquer coisa na coragem que é preciso ter para dar a cara por um projeto destes e colocar-se “out there” para encontrar o amor, que me tocou particularmente no meu coraçãozinho-romântico.

 

Podem dizer-me que é tudo fachada, que é tudo pago (que não é! nem os “vencedores” recebem prémios), que é tudo para a televisão, mas olhem que já vi ali muita emoção e lágrimas que era difícil de se conseguir, até de um actor profissional.

 

Já me ri muito a ver o programa. Já tive vergonha alheia. Já concordei com muitas decisões. Já tirei apontamentos com os especialistas. E já derramei uma lagrimita com um caso ou outro.

Confesso que me emociono mais com os casais mais velhos, não sei porquê… talvez por sentir que é preciso uma coragem-do-catano para fazer isto e porque acredito, genuinamente, que o amor não tem nem escolhe idades.

 

Olhem, sou uma lamechas é o que é!

Se já adorava casamentos agora, então, podia fazer-lhes um altar 🙂

 

Vou continuar a ver!?!? Claro que vou! E vocês?

Viram? Têm acompanhado? Gostaram? Que casal acham que vai dar super certo e que casal não vai durar nem uma semana?

Eu já tenho os meus preferidos, mas quero muito saber de vocês!!

3

Leave a comment

About