COMPORTAMENTO

“LITTLE THINGS GO A LONG WAY”

12 Setembro, 2019

 

O início de setembro, como já falámos no post de reentrée, é sempre um tempo pródigo em recomeços, em resoluções, em novos desafios.

Se querem que vos diga, acho bem, aplaudo e assumo que euzinha gosto de fazer alterações e pensar em mudanças que merecem ser feitas durante o ano.

E como eu, há imensas pessoas que querem alterar hábitos nas suas vidas e melhorar qualquer coisa, mais que não seja a tentação de mandar a baixo um pacote de bolachas de chocolate, todas as noites, em frente à televisão. #WRONG.

 

 

Prova disso são alguns movimentos que vi formarem-se, neste início de temporada, para mostrarem que setembro é sempre um bom mês para mudar alguma coisa, por mais pequena que seja.

 

Falo-vos, por exemplo, do #SetembroSemCarnePt, que juntou um grupo de 15 pessoas (chefs, nutricionistas e bloggers), formado no rescaldo da calamidade que assolou a Amazónia, encabeçado por duas nutricionistas, Bárbara Oliveira e Ana Monteiro, que lançaram o repto a todos os que se quisessem juntar ao hastag, para mostrarem que é possível fazer refeições durante um mês, sem a utilização de proteína animal, substituindo a carne por leguminosas, por exemplo.

PALMAS!

 

 

O que mais gostei neste movimento é a democratização da informação e a partilha, que as fundadoras e os restantes elementos do grupo fomentam, de receitas diárias, que todos podemos fazer, com alimentos facilmente encontrados no supermercado e a custo acessível.

Esta iniciativa foi um verdadeiro “abre olhos”, a prova de que comer menos carne e peixe não significa virar uma alface. Há diversidade, há sabor, há muito potencial por explorar.

Esta iniciativa tem, assim, por objectivo incentivar os portugueses, não a deixarem de comer carne, mas com este “pontapé de saída” diminuir, futuramente, o seu consumo.

 

 

E eu gosto desta forma de pensar.

Não apelar a radicalismos. Não promover comportamentos extremistas, mas mostrar que se quisermos fazer pequenas alterações, isso é possível, é fácil e dá milhões. Não não dá, ok? Mas dá para pouparmos uns trocos valentes e ajudamos (e MUITO) à diminuição da nossa pegada ambiental.

 

Ontem, a caminho de casa, como quase sempre, sintonizei na Antena 3 para ouvir a “Prova Oral” (quem mais aí desse lado tem este ritual?) e como convidado estava um grupo de mulheres que também lançou um repto.

 

 

Com o grito #2Msemdesperdicio, as dez mulheres juntaram-se para esta missão, que durante 2 meses, vai deixar nas redes sociais todos os dias ensinamentos, informações, práticas do dia a dia, que, acreditam, ajudarão a fazer a diferença no nosso mundo.

Desde a reutilização de materiais, à optimização da nossa roupa, passando pela alimentação e até ao lixo que produzimos diariamente, estas mulheres prometem “fazer acontecer” nestes dois meses e só pedem para que nos juntemos a elas. Bora lá!?

 

Só temos de ir seguindo a hastag #2Msemdesperdicio e ir partilhando as nossas acções ao longo deste tempo.

 

 

Esta são apenas duas iniciativas de consciencialização, mas há muito mais.

A ideia é inspirarmo-nos em quem quer mudar, na esperança de ao fazermos um pouco todos os dias, podermos mudar qualquer coisinha dentro de nós, nos outros e no nosso querido e precioso planeta. 🙏

 

Como dizia o poeta “Little Things Go a Long Way“.

Não, não foi um poeta que disse isto. Mas é bonito.

 

2

Leave a comment

About