inspirations, life&love

To tattoo, or not tattoo…that’s the question

16 Setembro, 2014
Fonte: Pinterest

Hoje, pela primeira vez, tive vontade de fazer uma tatuagem.
Não sei explicar de onde me veio esta ideia, ou loucura, mas de repente apeteceu-me.

Nunca pensei fazer uma tatuagem. Aliás, a ideia, o conceito até me é bastante difícil de incorporar (literalmente), porque sou muito contra fazer alguma coisa que não seja natural e, principalmente, perturba-me a questão do definitivo e permanente.

Depois penso sempre que se a pessoa vestir algo mais formal ou institucional fica terrível. Porque se queremos vestir um vestido de noite ou de cerimónia destoa. Porque quem faz uma tatuagem quer logo fazer mais e, simplesmente, não me imagino marcadinha para a vida.

É que isto é tudo muito giro quando a nossa pele é jovem e esticadinha, quando somos cool e vestimo-nos de acordo com este “estilo”, mas… e quando tivermos 50 anos?! That’s the question!

Contudo, também sei que se embarcasse nesta loucura iria sempre escolher um sítio mais escondido. A tatuagem teria que ser muito discreta e simbólica. Numa palavra: Feminina. Ponto.

Porém, esconder é retirar o propósito ao acto de tatuar, certo? Não é um contra senso? “Tatuar escondido”? Porque, convenhamos,  este é um acto muito exibicionista, right?

Ai a minha vida! Nunca me tinha acontecido e agora, de repente, apetece-me tatuar. Acham isto normal?

Que faço? Dá para fazer uma tatuagem provisória, durante 6 meses para ver se gostamos? Dói que se farta? Contem-me tudo, não me escondam nada!

Só para dar força à minha pancada das 17h, aqui ficam algumas inspirações 🙂

Fonte: Pinterest

0

Leave a comment

About