life&love

Um Piropo todos os dias nem sabe o bem que lhe fazia

19 Setembro, 2014

Quem é que meteu na cabeça que um piropo é uma afronta?
Lembram-se da discussão lançada por duas militantes do Bloco de Esquerda pelo fim do piropo nas ruas portuguesas? Ai, filhas! Não sabem mesmo o que perdem!

Hoje estava a estacionar o carro, saí, atravessei a estrada quando estava a passar uma caravana de cerca de 5 Go Cars com homens… e eis que todos começam a apitar e a piropar, em estrangeiro, qualquer coisa que não sabendo o que é, vou acreditar que tenha sido bastante elogioso.

Ai se elas ouvissem?!? Sim, as bloquistas! Essas que criticaram a banalização da ideia de que a mulher “está aí para ser tocada” e, por isso, levaram a discussão à praça pública para que o piropo seja controlado. Como? As feministas ainda não sabem como e se é preciso legislação para travar os elogios menos elegantes nas ruas portuguesas, mas elas acreditam que há frases que até podem ser consideradas assédio sexual.

Oh minhas amigas! Eu não sou feminista, sou FEMININA e não há nada melhor do que um bom piropo pela manhã para reforçar a nossa energia matinal e fazer um boost da alma. Um shake, shake, shake do karma. É um pequeno nada que pode fazer magia num dia mais cinzento. Quem nunca se sentiu melhor depois de um piropo?

Pois que venham os piropos, que não acredito que haja um mulher que não o goste de receber. NENHUMA!
Sim, há piropos mais agressivos e sem piada, mas quem nunca fez ouvidos moucos ou seguiu o seu caminho? Porém, um piropo por dia nem sabe o bem que lhe fazia.

Soltem essas vozes, rapazes!!! Nós precisamos desses piropos!

0

Leave a comment

About