life&love

Casamento segundo MEC

30 Setembro, 2014
Fonte:Pinterest

Ai MEC…ai MEC… porque é que colocas sempre as coisas assim? Com essa facilidade que desarma, com essa verdade pura que só os sentimentos e o amor comportam.
Que verdade. Que verdade.
Leitura obrigatória para os casados, os descasados, os que querem casar, e para os que, efectivamente, vão casar.
Estar casado é isto…
A Maria João é mesmo uma mulher muito sortuda.

CASAVA-ME JÁ CONTIGO

Casámos no último dia de Setembro no primeiro Setembro deste século. Estávamos apaixonados, surpreendidos e felizes. Catorze anos depois ainda não acredito na minha sorte.


Quando eu era pequenino e vi um cartaz do filme The Seven Year Itch, de Billy Wilder e de 1955, perguntei à minha mãe o que era. Ela respondeu: “Ao fim de sete anos a novidade do casamento começa a passar”.


Ao fim de 14 anos, cada vez que eu olho para a minha mulher, cada dia que acordo ao lado dela, o que mais me comove e impressiona é precisamente a novidade de vê-la, poder amá-la, ter a sorte de ser amado por ela.


Cada coisa que fazemos é ao mesmo tempo antiquíssima – como uma cerimónia que construímos juntos só para nós os dois – e novíssima, pelo desejo e pelo entusiasmo de lá estar, naquele lugar que ela abriu para mim e ela no lugar que só é dela, que sou eu.


O casamento é só uma palavra: é verdade. Mas também pode ser a vontade de casarmos e ficarmos casados, todos os dias, com a mesma pessoa que amamos.


Cada vez nos casamos mais. As diferenças dela vão cabendo cada vez melhor nas minhas. Cada vez somos, a Maria João e eu, mais livres de sermos como somos, cada um de nós, e de sermos como somos, nós os dois.


Ela torna-se mais ela; eu torno-me mais eu, ela e eu com menos medo que o outro fuja por causa disso. Mas com medo à mesma. E ganância de viver e curiosidade em saber como é que o décimo quinto ano vai ser melhor do que este.


Mas vai ser“.

Miguel Esteves Cardoso in Público, 30-09-2014

(Suspiro…)

0

Comments

  1. Fatima Paiva

    30 Setembro, 2014 at 14:54 Responder

    Maravilhoso texto. Parabéns pela escolha. vale a pena amar assim ainda que seja uma vez na nossa vida

Leave a comment

About