culture, inspirations

Crónica New in Town | And now, for something COOL… “Vamos falar de Hip Hop?”

7 Outubro, 2015

No momento em que esta crónica for lançada já estamos a 24 horas de uma “fórmula” única que vai acontecer em Lisboa nos dias 8,15 e 22 de Outubro – a 1º edição das RAP Talks, que acontece pela primeira vez no Time Out Mercado da Ribeira.

Quando a Marta Borges, fundadora da Hip Hop Valley e promotora desta conferência, me começou a falar sobre o evento eu percebi a sua dimensão, mas mais que isso o seu simbolismo. A Marta quer por toda a gente em Portugal a falar sobre hip-hop. Oh yeah! You go girl! Props!

Como? Perguntei eu. Desmistificando preconceitos associados a este género musical e cultural, rico em atitude, criatividade, capacidade de comunicação, determinação, resiliência, privação e provação por parte dos seus intervenientes, partilhou. É que quem a conhece sabe do que está a falar. Sente a sua paixão e energia contagiante.

A Marta descobriu o hip hop e, mais concretamente o tuga, pelo ouvido do irmão mais novo que já era fã do género. Ficou mais atenta, ouviu por entre as paredes da casa que os separavam as letras que não conseguia esquecer. De que falavam aquelas pessoas? Porque cantavam daquela maneira? Seria possível cantar-se o que se vive, num mundo tão distante da maioria, mas tão próximo de todos? Apaixonou-se. Apaixonou-se pelo género, pelo universo, pela cultura. Desistiu da “normalidade” para abraçar este repto que considera seu, mas também de todos. Daí o convite para partilhar e incorporar estas “soft skills” – as competências que se adquirem com a experiência de vida e que se revelam fundamentais neste meio urbano.

Esta sua iniciativa veio dessa vontade de quebrar barreiras, de ir mais além, de dar a conhecer os talentos e um mundo que já é seu. Nas RAP Talks junta-se HIP-HOP & SOFT SKILLS para um conjunto de conversas que permitam conhecer a história e o percurso de várias personalidades ligadas ao hip-hop nacional. Como chegaram onde estão hoje? Como adquiriram este papel importante no panorama do hip-hop nacional? Quem são? Que dificuldades encontraram? Como se constrói o marketing pessoal de cada rapper? Como se cria uma marca, uma nome, um conceito, vídeos, imagem própria que ajude à auto-promoção?

As RAP Talks serão também uma boa oportunidade para divulgar e revelar o hip-hop junto dos que o desconhecem, na sua esfera social, antropológica e bastante pedagógica. E é por isso que o meu coolómetro desta semana aponta certeiro ao Mercado da Ribeira, já amanhã, para muitas partilhas, para muitas rimas cruzadas, fórmulas emparelhadas, ao ritmo de uma boa conversa (a oito pessoas) que fique no vosso ouvido para sempre.

Os convidados para esta primeira edição são:

Rui Miguel Abreu – Figura fundamental do hip-hop nacional, esteve na origem de programas de rádio como “Nação Hip-Hop” e “Ginga Beat” e actualmente dirige o programa “Rimas e Batidas”

NBC – É um dos fundadores do hip-hop português. Começou na década de 90 com o seu irmão, formando os “FILHOS D’1 dEUS menor”. Vinte anos depois continua no activo e espera-se que lance um novo trabalho ainda este ano.

Rocky Marsiano aka D-MARS – D-Mars, o Microlandês, aka Rocky Marsiano é MC e produtor e foi membro dos Micro, um dos primeiros grupos de hip-hop, juntamente com Nel’Assassin e Sagas. É croata e vive actualmente na Holanda, mas a sua marca no hip-hop nacional permanece.

Nel’Assassin – Foi fundador do turntablism em Portugal, arte considerada um dos quatro pilares básicos da cultura do hip-hop. Também foi membro dos Micro, com Rocky Marsiano “D-Mars” e Sagas. É dos artistas nacionais do género que mais projecção tem a nível internacional.

José Mariño – Antigo diretor da Antena 3, é um dos mentores do hip-hop em Portugal. Teve programas de rádio no início da década de 90 como “Novo Rap Jovem” (na rádio Energia) e, mais tarde, “Repto”, na Antena 3.

Mundo Segundo – É MC, produtor e ex b-boy, mas também uma figura incontornável do hip-hop português e um dos mais activos embaixadores do movimento. Faz parte dos Dealema e o amor à cultura e a determinação em elevar o hip-hop ao mesmo patamar de outros géneros musicais fizeram com que se aventurasse também a solo.

Se gostam de Hip Hop não podem MESMO perder esta oportunidade única. Se têm curiosidade sobre o universo não deixem de ir. As sessões acontecem às 21h30 e duram cerca de uma hora e meia. Cada sessão terá dois convidados intervenientes e uma after-party (com o custo de 8 euros) que contará com nomes com DJ Cruzfader, DJ BIG, Holly e Fresh P.

É preciso garantir o lugar através do mail do evento.

0

Leave a comment

About