culture

Crónica New in Town | O Eterno Problema: Onde Beber um Café em Lisboa?

24 Junho, 2015

A sério, levantem os braços todos aqueles que já fizeram esta pergunta vezes e vezes sem conta.
EU! EU! EU!

Quantas e quantas vezes paralisámos em frente ao Whatsapp quando tivemos que chutar a ideia do local para ir beber um café ou um copo a meio da semana, à noite, num ambiente descontraído, mas sem ser na tasca, no cafézinho lá do bairro ou na confusão do Cais do Sodré.

Eu não sou natural de Lisboa, mas já cá vivo há alguns anos. Tantos que me dão alguma propriedade para afirmar que Lisboa padece deste mal. É muito difícil, sem ser na altura do verão, em que as esplanadas são o nosso balão de oxigénio (literalmente), encontrar um sítio simpático, despretensioso para juntar a maltinha a uma quarta-feira às 21h para bebermos um café e estarmos à conversa até às 23h.

Tenho mesmo muita dificuldade em encontrar. Eu que sou pessoa cafezeira faz-me espécie esta lacuna na minha cidade linda, que adoptei de coração.

Em Setúbal, de onde sou natural, não sei se por ter lá crescido e por conhecer todos os cantos à casa, tínhamos a nossa rotina de café, os sítios onde gostávamos de ir a dias específicos da semana. Sabíamos perfeitamente que à terça o “não-sei-quantos” estava fechado, mas podíamos ir ao “sei-lá-o-quê” beber café, porque estava lá o nosso grupo todo. Aqui não encontro esse modus operandi. E vai na volta, estamos sempre a ir aos mesmo sítios de sempre (Emoji Triste).
Aqui, em Lisboa, não consigo ter muitas opções. Será porquê? A sério, resolvam-me este problema.

Por isso é que fiquei tão contente quando (de certeza que não foi uma descoberta assim tão fantástica para a maior parte de vocês), no sábado, depois de jantar fora com o maridão, perto do Largo do Carmo, decidimos andar um bocadinho para desgastar a gordalhice que tínhamos acabado de cometer e passámos pelas traseiras da estação de comboios do Rossio e demos de caras com um verdadeiro oásis no deserto. Sim, imensas esplanadas, lindinhas, fofinhas, cheias, com bom aspecto, mas descontraídas o suficiente, com bares de gin, cafés normais e um ambiente muito muito agradável. Fiquei altamente surpreendida e com vontade de lá voltar a um dia de semana para testar a minha teoria. Vocês já conheciam este espaço? Que acharam? Aconselham?

Mas não vamos atirar já os foguetes, apanhar as canas e fazer a festa, porque o eterno problema continua. Aqui, em Lisboa, não consigo ter muitas opções. Será porquê? A sério, resolvam-me este problema.

Por favor, partilhem já aqui comigo alternativas giras, viáveis para o efeito-café-à-noite-para-converseta-com-a-maltinha-do-costume… ou calem-se para sempre.

A gerência agradece, obrigada!

0

Leave a comment

About