culture, inspirations, life&love, YOUTUBE

New in Town | “Não é Bem um Talkshow”… mas se calhar até é!

11 Março, 2015
Devo dizer, como preâmbulo de desgraça, que muitas das informações seguidamente partilhadas deveriam estar BEM ILUSTRADAS numa entrevista super catita e espectacular que fiz, in loco (e bem giraços), com o Diogo Faro no último espectáculo dele a 5 de Março. E agora perguntam vocês: “Mas que raio aconteceu à entrevista?”. Exacto, a minha pergunta também. Ao que parece aconteceu uma calamidade técnicó-tecnológica que fez com que a imagem, em bom português, fosse para o beléléu o que significa que it’s just you and me baby, e um montão de chibatadas que estou a dar em mim mesma.
Enquanto não fico cega de dor e de nódoas negras auto-infligidas, com ou sem entrevista (buáaaaaaaaaaaaa) aquilo que precisam de saber é fácil e muito simples. Tomem nota fá’xa’vori que eu não duro sempre e só restam mais dois espectáculos a não perder! Pumbas!
Ora bem, quem é o Diogo Faro e porque raio estou eu a falar insistentemente sobre ele? O Diogo foi meu colega de faculdade (eiiiii estamos já velhotes, pah!). Ele andava em Publicidade e Marketing e eu em Jornalismo. Apesar de não sermos BFF’s (ele vai amar esta expressão), tínhamos muitos bons amigos em comum. Contudo, cada um seguiu o seu caminho e após o término da faculdade deixei de ter contacto com ele ou de saber do seu paradeiro. Até que um dia comecei a ver MONTES de posts e informações partilhadas no Facebook, de amigos comuns, que comentavam, riam e partilhavam conteúdos de um tal Sensivelmente Idiota. Mas quem seria este Idiota, senhores? Curiosa como sou, toca de ir pesquisar. E lá estava ele, belo e amarelo, Sr. Diogo Faro aka Rei da Comédia e da Sátira Social. Clap, clap, clap. 
Em modo super-grupie lá fui acompanhando o seu percurso e aplaudindo na retaguarda todos os seus feitos. Era criativo numa agência de publicidade quando decidiu criar o blog Sensivelmente Idiota, que dava continuidade aos comentários desgarrados que tecia no Facebook. O blog ajudou-o a criar algo maior onde pudesse desenvolver crónicas mais estruturadas, mais coerentes. Escrevia apenas uma vez por semana e o único objectivo era que as suas parvoíces circulassem apenas entre amigos. Contudo, ao fim de um ano, percebeu que o Facebook é que era a bomba. Dava-lhe a rapidez de escrita e o feedback que precisava para criar buzz e adição junto dos seguidores. Tão espertooooooooo (ou não fosse ele um ás em publicidade). Assim, pôs de lado o blog e começou a apostar no Facebook por ter mais exposição. 
Pois que diz que o miúdo está em altas. E por ter corrido tão bem e por ele ter tanto talento na “arte de fazer rir” acabou por abandonar o seu day-to-day-job e dedicar-se por completo à Idiotice. Tenho a dizer que SÓ por isto vale a pena ir ao espectáculo. Estar na presença de alguém, que nos dias que correm teve a coragem de abandonar um trabalho certinho e direitinho para perseguir o que mais o cumpre, é digno de um bilhetinho (ou aplausos de loucura). Sr. Faro é preciso ter grandes… OBJECTIVOS para se ser comediante! If you know what i mean!
Da escrita ao stand-up foi um pulinho. Iniciou-se no palco em Dezembro de 2012 e desde então tem sido um corrupio de actuações (daqui a nada mais concorrido que o Tony Carreira). Para além de inúmeras actuações de stand-up comedy em bares, grandes auditórios, empresas ou num sarau de karaté (sim, aconteceu mesmo…), estreou em Julho de 2014 o Sensivelmente Idiota Talkshow ao Vivo, no Teatro Villaret, num formato à lá americana, pouco usual em Portugal e que além de stand-up comedy, contou com música (outra das grandes paixões do Diogo que chegou a completar o conservatório na classe clarinete), entrevistas e outras rubricas. 
Posteriormente foi convidado a renovar o talkshow e a fazer um novo espectáculo no The Famous Humour Fest 2014, numa sessão totalmente esgotada e num festival onde também marcaram presença Bruno Nogueira, Salvador Martinha ou Pedro Tochas. 
E hoje minha gente? Que é feito deste homem?! Pois que diz que ele além de criar conteúdos de forma muito regular no Sensivelmente Idiota, faz parte do programa “Futebol de Perdição” na Sporting TV (ele não podia ser só coisas boas, certo? Tinha que ter algum defeito) e da rubrica “Mitrologia” no portal Sapo. Está, também, no processo de escrita para o seu primeiro livro de crónicas, previsto para 2015. Ufa! Estou cansada de tanta agitação. 
Este relambório para dizer o quê?! Que o Diogo está com um novo show em cena até ao final deste mês no Rádio Hotel em Lisboa e só já têm mais duas oportunidades para ir ver este grande maluco em palco. Mas quando? Como? Quanto? 
Acalmem-se que eu explico: a terceira temporada (e penúltima) de “Não é Bem um Talkshow”, do Sensivelmente Idiota, realiza-se já na próxima quinta-feira, dia 12 de Março, às 22h no Rádio-Hotel, em Lisboa. Após duas sessões totalmente esgotadas, este terceiro round de humor contará com o stand-up do Juan Pereira e do Carlos Moura, com a música do Thomás Anahory e como uma entrevista ao apresentador Pedro Fernandes. Ainda estão aí ou já foram comprar os bilhetes? Ai querem saber quanto custam? 7 palhacinhos a voar na Ticketline! Quase dado!
“Não é Bem Um Talkshow” reúne texto humorísticos sem papas na língua, entrevistas pouco sérias e música, garantia de muitas gargalhadas e momentos simplesmente inusitados. Digo eu, que tinha todo um conjunto de imagens que o ilustravam, mas… não vamos falar mais sobre isso, ok!?
Mas o que é que era o mais importante a reter da malfadada entrevista, é que o Diogo tinha-se comprometido a dar um beijinho bem repenicado, no final do Show, a todas as leitoras que digam que vieram da NiT (e se houver homens que também o queiram, é com vocês). Tá dito, tá dito! Ups, já disse! Por isso meninas apressem-se que uma promessa destas não acontece todos os dias, especialmente de alguém que é mestre do clarinete (já demonstrou perícias bocais) e já foi convidado a fazer strip-tease num jantar de quarentonas. Cha-BAM! És grande!

P.S. (Pós-Show): De referir que, o espectáculo que fui ver tinha como convidados Paulo Almeida e João Pinto a fazer stand-up (morri a rir), Ana Garcia Martins, Pipoca Mais Doce, aos comandos da entrevista, e Sensi, nos acordes finais. Só tenho a dizer que a Ana Garcia Martins redefiniu a minha visão de mulheres ao poder. Ela aguentou-se tãoooo bem, mas tão bem que foi simplesmente genial. Não é para todas, amigas! É para quem pode. You go Girl! Mais uma vez… só tenho pena de não ter imagens… pppffff… as chibatadas vão continuar… Não me odeiem. 
0

Leave a comment

About