life&love

Primeiro Post 2016 | Como chegar de férias e ter um ar de quem foi atropelado por um camião

4 Janeiro, 2016

BOM ANO PESSOAS GIRAS!!!!!
FELIZ 2016!!!!

Espero que tenham tido umas excelentes entradas e que este ano seja para lá de espectacular, com muita energia, muitas coisas boas, muito amor, muito trabalho, muito sucesso, muita paz e muita saúde. SAÚDE! Ouviram!?? SAUDINHA da BOA! Coisa que me tem faltado desde de dia 25 de Dezembro. O quê? EXACTO!!!!

Eu, Marta, marquei férias catitas, muito aguardadas para descansar e fazer o que raio quisesse à minha vidinha. Guardei religiosamente estes dias para estar comigo, fazer coisinhas minhas, estar com a minha família, com o meu xuxu-beleza e com a minha cadela em pleno e o que é que acontece?

Dia 25 começo a sentir aquele ardor na garganta próprio de quem está mesmo mesmo a chocar alguma coisa. Deixo passar, deixo ver o que acontece e no outro dia tudo igual ou um bocadinho pior. O que é que eu penso? “Bom, deixa-me cá atacar esta bicheza o quanto antes para melhorar logo e conseguir aproveitar as vacances ao máximo”. Bem dito, bem feito. Brufen-amigo para a inflamação e hope for the best (emoji das mãos para o alto).

O problema é que o “best” demorou a chegar… Na realidade acho que nunca chegou na sua plenitude :/

Tomei ininterruptamente o anti-inflamtório e, acreditem que eu sou a melhor pessoa para cumprir estas coisas, até sou certinha nas horas e tudo, mas nada. Aliás, muito pouco. A coisa melhorou, já não sentia aquela impressão na garganta, mas nunca fui aos 100%. Entretanto, os dias passaram, fiz os 8 dias de toma do medicamento e parei. Parei na noite da passagem do ano. No outro dia, PUMBAS, lá veio a dor de garganta, o peso na cabeça, o corpo muito pesado, dorido e a vontade de não me levantar da cama. Pppppffffff….

Que raio de bicheza é esta? Não posso tomar mais anti-inflamatório! Decidi parar para ver o que acontecia, mas foi só um acidente à espera de acontecer. Não conseguia quase engolir, sensação de gripe tremenda, enfim… um caco-humano, era o que me sentia.

Ontem sucumbi outra vez às evidências, se não tomasse nada hoje não iria conseguir funcionar no meu primeiro dia de work pós-férias natalícias. Lá emborquei um Nimed à noite, hoje sinto-me um bocadinho melhor. Voltei a tomar de manhã e agora estou aqui engripada, a meio-gás, porém com o gás todo para dar, e é uma merda. Pardon-my-french! É uma merda (ups!) porque olhando para trás senti que as férias foram de enfermidade, porra! Só me lembro de gatinhar da cama para o sofá, do sofá para a cadeira. Fui passear a cadela às vezes. Tive que ir ao shopping para comprar alguma coisita, mas nada de extraordinário e… Puf! ACABOU! ACABOU… e só consigo ficar com este sentimento de merda, de férias acabadas e muito mal aproveitadas e agora sabe Deus quando é que vou voltar a ter um tempinho de descanso e retiro criativo. Quando? SEI LÁ!!!

E se vocês soubessem o que eu tenho para fazer… ai que já me está a doer a cabeça outra vez só de pensar. Estou cansada e farta de estar doente. Sabem? Já vos aconteceu?

Sei que tenho andado a evangelizar a gratidão e o olhar para o lado positivo da vida e, a sério, considero-me uma pessoa extremamente positiva e agradecida, mas hoje, hoje não estou a conseguir. Ajudem-me pu’favor! Hoje só me apetece popular as redes sociais com o hastag #pratiquemagratidãoporqueabichezapodeserumamerda

FELIZ ANO 2016!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Bicheza-Ruim SAI! A sério, vai-te embora que estou sick and tiered de estar sick and tiered!

0

Leave a comment

About